O que é Kaizen e como implantá-lo na sua empresa.

kaizen cortado.png

Kaizen é uma palavra de origem japonesa que significa melhoria, mudança para melhor, usada para transmitir uma ideia de melhoria contínua na vida pessoal, social, familiar e empresarial.

Para implantar-se o Kaizen em uma empresa, duas etapas fazem-se necessárias: A primeira é uma mudança, a longo prazo,  da cultura e dos valores da empresa. A indústria deve adotar as ideias dessa metodologia como guias e transmiti-las para todos os colaboradores. A segunda é o evento Kaizen, uma semana de mudanças com a formação de times de melhoria contínua Kaizen para executar projetos específicos de melhoria, com objetivos, métricas e prazos definidos.

Mas qual a função pra sua empresa?

No contexto empresarial, Kaizen pode ser descrita como uma metodologia cujo objetivo é reconhecer e eliminar os desperdícios de tempo existentes na empresa, sejam em processos produtivos, produtos novos, manutenção de máquinas ou ainda processos administrativos; além disso, auxilia na redução dos custos, para, assim, garantir um aumento na produtividade. Essa prática visa o bem não somente da empresa mas também dos funcionários.

Segundo o Kaizen, sempre é possível fazer melhor com mudanças graduais mas nunca bruscas, na estrutura da empresa ou no indivíduo. Como exemplo de aplicação do Kaizen, pode-se citar o Sistema de Produção Toyota, conhecido por adotá-lo como princípio.

Os pilares do Kaizen e uma base fundamental

O Kaizen fundamenta-se em três pilares:

  1. Estabilidade financeira e emocional ao empregado;
  2. Clima organizacional agradável;
  3. Ambiente simples e funcional.

Para aplicação do Kaizen, são utilizados os 5s’s que funcionam como base da metodologia:

  • Seiri – Senso de Utilização;
  • Seiton – Senso de Organização;
  • Seiso – Senso de Limpeza;
  • Seiketsu – Senso de Padronização e Saúde;
  • Shitsuke – Senso de Disciplina.

O primeiro senso (Seiri) é responsável por analisar e decidir quais materiais e/ou etapas de produção são fundamentais, descartando aquilo que não possui utilidade no processo produtivo; a próxima etapa (Seiton) consiste na alocação de recursos, de forma inteligente, para que qualquer funcionário consiga localizar-se e entender o processo, tornando o trabalho mais ágil. O senso Seiso foca na limpeza do local de trabalho e dos equipamentos usados, deixando o local com maior conservação e com menos riscos de acidente de trabalho. O quarto senso (Seiketsu) visa enraizar normas e valores que permitam a manutenção do local e do bem-estar do trabalhador. Por fim, na última etapa do processo (Shitsuke), estabelece-se o que é preciso para que os funcionários mudem sua mentalidade acerca da limpeza, organização e bens essenciais, ou seja, cumpram todos os outros sensos continuamente após seus ensinamentos.

Onde a PROJEP entra nisso?

Nós somos guiados pelo escalonamento de metas, com melhorias graduais e redução de práticas que não agregam valor. Dentro da empresa funcionamos assim, e buscamos aplicar sempre que possível alguns dos ensinamentos Kaizen nos projetos realizados, em busca da maior satisfação do cliente com a atração de resultados.

É importante destacar, também, que uma das soluções que oferecemos é a implantação dos Cinco Sensos nas empresas. Caso tenha interesse, entre em contato conosco através de qualquer meio de comunicação!

Conteúdo escrito por José Paulo Fernandes Júnior.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s