Por que o reconhecimento dos funcionários impacta diretamente na produtividade do seu negócio?

8A77B18B-B752-496F-893D-2D1A056A123BEm algum momento da sua vida, você já experimentou algum desgosto ou sentiu que todo o esforço que colocou para desempenhar uma atividade não serviu de nada? Se sim, provavelmente deve se lembrar do sentimento e da baixa energia que te preencheu naquele momento e, após isso, todas as coisas pareciam dar errado. Nesse momento, alguém chegou até você e elogiou os aspectos positivos daquela tarefa ou pelo menos tentou elencar pontos que pudessem te levar a um amadurecimento e que, no futuro, essa atividade traria um resultado satisfatório? Talvez isso ajudaria a diminuir aquele antigo sentimento de decepção. Muitas vezes, uma simples palavra em uma conversa informal nos motiva a fazer diferente da próxima vez, ou então, mesmo que o 100% de qualidade tenha sido atingido, o RECONHECIMENTO nos instiga a tentar colocar 110% de entrega na próxima execução. Por isso, o tema que será abordado nesse artigo é exatamente este: Reconhecimento entre os funcionários e como isso impacta positivamente no seu negócio.
Nos dias atuais, o nível de renda salarial não é a principal fonte de insatisfação dos brasileiros em seus trabalhos. Porque, além de altos cargos, responsabilidades ou simplesmente uma folha salarial, as pessoas desejam ser reconhecidas e valorizadas pelos seus feitos. É claro, atrás de todo colaborador, existe um ser humano com os sentimentos aflorados como qualquer outro, e seu nível emocional interfere completamente nas suas atitudes e no rendimento de suas atividades no dia a dia. Por isso, aqui está a primeira tarefa prática que você pode começar a aplicar a partir de amanhã na sua empresa: comece elogiando os pequenos feitos de seus funcionários, aqueles pelos quais ninguém dá valor, e verifique como ele responderá a partir disso. Assim, expresse o quanto ele desempenhou bem a tarefa e instigue-o a desenvolver algo um pouco mais complexo, sempre exaltando seu potencial para que seus níveis de confiança e de motivação se mantenham elevados e, no final, que seu melhor seja dado na tarefa seguinte. Observe os resultados.
Segundo o filósofo brasileiro Mario Sérgio Cortella, “(…) ser mais uma peça da engrenagem é um fardo nos tempos atuais”. As pessoas desejam se sentir importantes naquilo que fazem, por isso a ausência de reconhecimento é um fantasma
que assombra diversas organizações. MAS, COMO IDENTIFICAR SE O SEU FUNCIONÁRIO NÃO ESTÁ SE SENTINDO VALORIZADO?
A sugestão aqui é realizar uma prática com os funcionários chamada: Avaliação de Desempenho. O ponto principal do objetivo dessa avaliação é perceber como o funcionário está se sentindo na organização naquele momento; para isso, podem haver conversas formais ou informais, porém é mais válido que essa conversa seja particular, bem sincera e aberta em relação a feedbacks, além de ser uma via de mão dupla: o gestor deve estar preparado para dar e receber. Só mostrando vulnerabilidade, o funcionário se sentirá à vontade para se abrir mais. Existem guias de como estruturar uma boa avaliação de desempenho (é interessante ler as referências para se ter um melhor embasamento). Com essa prática, além de poder “ter o tato” de como o colaborador está no momento, é possível fornecer meios para que ele se desenvolva, proporcionando um acompanhamento mais próximo e mostrando que você se importa com o estado da saúde mental dele e se ele está se sentindo bem ou não. Assim, essa prática irá possibilitar que o colaborador melhore seu desempenho a cada ciclo da avaliação.
Além disso, é muito importante a questão da capacitação interna dos funcionários para alavancar os resultados da instituição; eles precisam estar capacitados para executar as atividades a que são designadas e, sentindo que a organização se importa com eles, será recíproco, então eles também irão se importar com a organização e fazer “por onde” para que os resultados sejam alavancados.
Para conclusão e reflexão final sobre o que foi descrito até aqui, por trás de todas as organizações, existem muitas pessoas que fazem os processos acontecerem, que manejam os maquinários e que se relacionam umas com as outras. Portanto, organizações são formadas por PESSOAS, por isso tamanha importância da qualidade do clima organizacional e da valorização de cada um que está lá dentro fazendo acontecer.
Otávio Barroso Satin
19 de setembro de 2019

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s